atrair e reter pessoas nas empresas

Passo-a-passo para atrair e reter pessoas nas empresas

Um grande desafio para as empresas é atrair e reter pessoas. Especialmente quando se trata dos talentos e dos colaboradores mais capacitados. Já vi diversas empresas perdendo funcionários extremamente promissores para outras organizações com ofertas melhores de carreira, simplesmente porque foram descuidadas em seus programas de gestão de pessoas.

Pensando nisso, nós da EIDEA decidimos elaborar este conteúdo para ajudar as empresas a aprimorar suas ações de atração e retenção de talentos. Veja a seguir o guia passo-a-passo de tudo que sua empresa deve fazer para não perder pessoas talentosas – e também não perder tempo e dinheiro!

1 – Atração, Recrutamento e Seleção

Atrair e reter pessoas começa já no recrutamento!

Este processo da sua empresa deve atender aos seguintes requisitos:

  • A divulgação deve ser através de material atrativo, que considere o perfil do candidato desejado e a cultura organizacional da sua empresa;
  • O processo não deve ser exaustivo para os candidatos. Considere realizar as primeiras etapas virtualmente (testes de conhecimentos gerais e questionários enviados por e-mail, e entrevistas via Skype);
  • Seja transparente durante todo o processo a respeito da empresa e dos benefícios. O que você informa durante o processo deve ser a realidade da empresa. Seja coerente a respeito da vaga e do que é esperado do candidato;
  • Dê retorno a todos os candidatos após cada etapa do processo. Um e-mail padrão em caso de negativa já é o suficiente, o que você não pode fazer é deixar de informar os candidatos a respeito do avanço (ou não) deles no processo. Todo mundo tem uma vida a seguir.

O recrutamento é a imagem da sua empresa exposta aos profissionais do mercado de trabalho. E o sucesso da retenção de talentos depende dele!

2 – Integração de novos funcionários

A integração é também conhecida como socialização, tutorização, ambientação organizacional ou ainda treinamento introdutório. Ele deve conter:

  • Todos as informações (apresentadas oralmente e por escrito) a respeito das políticas internas, regras, benefícios, organograma, fatores culturais, missão, visão, valores, etc;
  • Apresentação das ferramentas de trabalho e softwares utilizados pela empresa;
  • Contatos internos úteis – como setor de tecnologia da informação, departamento pessoal, etc;
  • Tour pela empresa. Aqui o novo funcionário conhecerá as instalações e as outras pessoas da empresa.

Os principais objetivos são reduzir a ansiedade dos novos funcionários e já prepará-los para dar o melhor de si o quanto antes.  Conheça o KIT Completo da EIDEA para implementar um Programa de Integração de Novos Funcionários:

3 – Plano de Carreira e Desenvolvimento Personalizados

Quando uma pessoa se compromete é porque ela consegue ver que também pode ganhar com este compromisso. O que as pessoas de sua empresa ganham por se comprometer? Além dos benefícios – que iremos mostrar a seguir – uma boa forma de motivar e engajar os colaboradores é evidenciar que eles podem se desenvolver e alcançar novos patamares na sua empresa – mas isso tem que ser verdade!

  • Faça planos de desenvolvimento pessoal personalizados para cada funcionário;
  • Mostre as possibilidades de crescimento e quais os requisitos e competências necessárias para avançar dentro da empresa;
  • Forneça coaching para os colaboradores, dessa forma eles desenvolvem aquilo que querem. Assim, a empresa e eles mesmos ganham com isso;
  • Estabeleça um plano de carreira com os novos colaboradores e os ajude com acompanhamentos periódicos. Porém, o plano não deve ser rígido.

Plano de carreira e crescimento são básicos, muitos profissionais nem se interessam por empresas que não se preocupam com isso. É imprescindível para sua empresa atrair e reter os melhores talentos.

4 – Benefícios materiais

Ofereça benefícios que realmente sejam de interesse dos colaboradores. Obviamente sua empresa não conseguirá oferecer benefícios infinitos, então tenha uma ordem de prioridade para estruturar estes benefícios.

Esta ordem deve ser pensada para suprir primeiramente as necessidades básicas dos colaboradores – como vale alimentação, vale transporte, plano de saúde. Depois disso, sua empresa poderá pensar nos benefícios que realmente irão diferenciá-la no mercado!

  • Pesquise quais os interesses culturais dos colaboradores para escolher os benefícios mais apropriados;
  • Estruture banco de horas e a possibilidade de trabalhar em home office durante algumas horas na semana;
  • Dê benefícios como recompensas pelos comportamentos dos colaboradores – veja como fazer isso lendo sobre o papel das recompensas no trabalho e sobre a equação da motivação.

5 – Benefícios não-materiais

Um grande erro de várias empresas é considerar somente os benefícios materiais como importantes.

Preciso ser direto neste ponto: se sua empresa considera que só benefícios materiais funcionam, então é porque não está sabendo administrar os não-materiais.

  • Incentive happy hours para promover a integração entre os funcionários;
  • Treine os líderes para saberem administrar o ambiente de trabalho. Um ambiente de trabalho harmonioso em que os relacionamentos interpessoais são prazerosos é um dos principais benefícios não-materiais para atrair e reter talentos – e também um dos mais baratos.
  • Ofereça treinamentos e capacitações que sejam realmente úteis e que os colaboradores querem! Treinamentos que estejam alinhados aos planos de carreira e que simplifiquem o trabalho cotidiano devem ser priorizados.

6 – Atrair e reter pessoas com a cultura organizacional

A cultura organizacional da sua empresa será um dos principais fatores que atrairão talentos. A cultura da sua organização é única e, portanto, refletirá o que sua empresa realmente é. E isso pode ser o maior atrativo de talentos.

Além disso, a cultura da sua empresa possivelmente está exposta na web. Os possíveis talentos e colaboradores que sua empresa quer atrair têm acesso ao que seus funcionários estão falando sobre você no site LoveMondays.

Veja como conhecer profundamente a cultura com este e-book sobre Diagnóstico Organizacional.

7 – Políticas de feedback

Não foque nas avaliações de desempenho para dar feedback. O feedback dado pessoalmente é muito mais enriquecedor e mais provável de desenvolver as pessoas – se dado corretamente.

  • Não dê feedbacks negativos publicamente. Mas os positivos são sim permitidos;
  • Não foque nas qualidades das pessoas ou no jeito de ser delas. Foque em comportamentos e atitudes para dar feedbacks mais educativos;
  • Nunca seja arrogante e escute as pessoas na hora de dar feedback;
  • Treine os líderes para dar feedbacks!

Veja um guia completo para dar feedbacks corretos e efetivos aqui.

8 – Entrevista de desligamento

Realize entrevistas de desligamento para entender porque as pessoas estão se demitindo da sua empresa. E também para saber a visão que fica das pessoas que são demitidas.

  • A entrevista deve ser feita ainda quando o colaborador não se desligou;
  • O sigilo deve ser resguardado;
  • O entrevistador deve ser um profissional com boa escuta e capacitado para entrevistas;
  • Os dados coletados devem ser utilizados apenas para análise e planejamento de soluções.

Estruture corretamente essas políticas e garantimos que sua empresa será destaque no mercado!

E se tiver dúvidas, ou quiser a solução certa para atrair e reter pessoas, entre em contato com a EIDEA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação