descubra-os-impactos-positivos-do-coaching-de-lideranca-na-carreira.jpeg

Descubra os impactos positivos do coaching de liderança na carreira

Uma gestora tem a meta de aumentar a sua produtividade e melhorar as suas habilidades empresariais. Ela já tentou várias técnicas diferentes, mas nenhuma se mostrou eficiente. Pelo contrário, só serviram para consumir seu tempo e dinheiro. Por último, ela decidiu fazer um processo de coaching de liderança.

Será que essa metodologia pode ajudar essa profissional? Quais são os benefícios que o coaching traz para a carreira de um líder? Vamos descobrir juntos? Acompanhe nosso artigo!

O que é o processo de coaching?

Com certeza, você já assistiu a uma partida de futebol ou outro tipo de esporte. Reparou como os técnicos das equipes são importantes? Eles atuam como maestros em uma orquestra. Sem a sua direção, os atletas perdem o rumo e não conseguem atingir bons resultados no jogo.

De modo similar, o coaching é um termo em inglês que significa treinamento, que é feito por um coach — em português, treinador. Essa palavra, que já era utilizada há décadas no meio esportivo, inseriu-se também no mundo corporativo.

De fato, o processo de coaching é uma espécie de mentoria que pode ajudar profissionais de diversos níveis, incluindo os líderes. Mas como ele funciona? De um lado, está o coach, que é habilitado para usar técnicas que promovem o desenvolvimento da liderança. Do outro lado, há o coachee, o líder que será orientado para alcançar todo o seu potencial profissional. Em algumas instituições, o programa de coaching faz parte da política de treinamento interno.

Sendo assim, todos os colaboradores se beneficiam dessa metodologia, e os que têm um bom potencial são ajudados a se preparar para assumir cargos importantes na empresa.

Quais são os benefícios do coaching de liderança?

Vejamos como o coaching pode ajudar líderes de uma empresa a darem o seu melhor nas suas funções.

Desenvolvimento de habilidades

Quais são as suas habilidades? Essa pergunta pode ser difícil de responder. Afinal, nem sempre conhecemos o potencial que nós temos. Às vezes, um dom fica escondido em nossa personalidade porque não teve a oportunidade de ser desenvolvido.

Entretanto, pode acontecer de conhecermos algumas de nossas habilidades, mas não sabermos como transformá-las em competências. Pois é exatamente esse o objetivo de um processo de coaching.

Por exemplo, digamos que um líder tenha muitas ideias excelentes e inovadoras para a empresa. Porém, ele não sabe como colocá-las em prática, e por isso não fala delas para os outros gestores.

Durante uma sessão de coaching, essa obstrução psicológica é identificada pelo coach, que usará métodos e técnicas para ajudar o líder a derrubar esse desafio na sua carreira. Quando finalmente conseguir materializar as suas ideias, esse gestor se tornará um profissional mais completo.

Capacidade de reflexão

Reflexão significa olhar para si mesmo e fazer uma autoanálise de seus sentimentos e da sua personalidade. Esse processo exige tempo. Contudo, é difícil pausar uma rotina pesada de responsabilidades profissionais para meditar sobre o tipo de pessoa que somos.

No entanto, o coaching tem práticas psicológicas que ajudam um líder a conhecer o seu interior. Para entender melhor, voltemos ao exemplo da gestora que citamos na introdução deste artigo.

Conforme vimos, ela está com dificuldades na sua produtividade. Essa queda de desempenho pode ser sustentada por fatores emocionais ou psicológicos que são desconhecidos pela gestora. Por isso, ela buscou várias técnicas para elevar o seu desempenho, mas sem resultados positivos. Em contrapartida, o coaching ajudará essa profissional e identificar a raiz do problema.

Aos poucos, ela mesma descobrirá as “colunas” que fortalecem a improdutividade, e com a ajuda do coach, demolirá essas bases de sustentação. Após isso, essa profissional entenderá como lidar com esses impedimentos, caso voltem no futuro.

Equilíbrio entre a vida pessoal e profissional

De acordo com uma pesquisa conhecida como Índice para uma Vida Melhor — em inglês, Better Life Index —, feita pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), o Brasil tem a média de 6,4 no quesito “equilíbrio vida-trabalho”.

Esse percentual é inferior, por exemplo, ao dos Países Baixos, que registram a pontuação de 9,3. Esse estudo mostra que o profissional brasileiro tem a necessidade de harmonizar melhor sua relação com o trabalho e a vida pessoal.

Será que o coaching pode ajudar nessa meta? Claro que sim! Afinal, uma das tarefas do coach é identificar fraquezas na personalidade de um líder. Talvez esse profissional reclame de falta de tempo, acúmulo de tarefas e estresse elevado.

Digamos que, durante o programa de coaching, é revelado que esse líder costuma procrastinar as demandas que tem. Essa atitude não só eleva seu estresse, como o deixa sem ânimo e tempo para ficar com a família e realizar atividades de lazer.

Com essas informações, o coach orientará esse profissional a adotar medidas que o ajudem a se organizar melhor. Dessa forma, ele conseguirá tempo para atividades que proporcionam bem-estar e satisfação.

Postura de líder

Exercer um cargo de liderança impõem muitas exigências sobre um profissional, entre elas, estão os atributos prementes desse tipo de função, como:

  • tomar boas decisões;

  • orientar os colaboradores;

  • resolver problemas;

  • engajar a equipe;

  • dar e receber feedbacks, etc.

Esse conjunto de características forma a postura de um líder. Porém, algumas dessas peculiaridades precisam ser podadas ou fomentadas nos futuros e atuais líderes. No entanto, o nível de cada uma delas será indicado pela cultura interna da empresa. Como assim?

Por exemplo, uma instituição com vocação para a inovação talvez prefira um líder com alto poder de motivação e facilidade em identificar boas ideias e aplicá-las na instituição. Com base nisso, o coach fará uma avaliação dos colaboradores que participam do programa de coaching e identificará os que têm esses atributos.

Em seguida, ele trabalhará para otimizar esses traços de personalidade, visando entregar um líder compatível com os anseios da organização.

Algumas empresas têm dificuldade em estruturar um processo interno de coaching. Para ter sucesso nisso, elas contratam uma instituição especialista nessa área. Dessa forma, conseguem trazer para o seu ambiente interno todos os benefícios que o coaching pode oferecer.

O que achou de nosso artigo? Conseguiu perceber a importância do coaching de liderança da empresa? Quer implantar esse processo em sua organização? Então, entre em contato conosco e adquira os serviços de profissionais qualificados em coaching!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This