saúde psicológica

Saúde Psicológica: essencial para uma empresa de sucesso

É consenso que fatores como criatividade, produtividade, inovação, relacionamentos interpessoais e cultura organizacional são fundamentais para qualquer empresa crescer e ter sucesso. No entanto, existem algumas condições para eles tornarem-se realidade nas empresas: todas relacionadas à saúde psicológica da equipe.

Você descobrirá neste artigo algumas dessas condições que estimulam ou prejudicam a capacidade da sua equipe ser inovadora, produtiva e ter bons relacionamentos. Saberá também que, apesar de serem preocupantes, podem ser solucionadas com as intervenções adequadas – e que não são custosas ao setor financeiro.

E atente-se para as soluções de caráter inovador que iremos propor aqui para você. Elas diferem-se das soluções em bem-estar usualmente propostas, porque não só promovem bem-estar, além disso, fornecem recursos psicológicos para as pessoas combaterem as dificuldades rotineiras – habilidade que denominados como resiliência.

Quando a saúde psicológica se torna um problema?

Você já deve ter ouvido falar em depressão, ansiedade, trauma e estresse, adversidades psicológicas que lesam a saúde mental/psicológica. Sabia que a saúde mental é um dos principais desafios para o trabalhador e empresas na contemporaneidade? Segundo estudo da Universidade de São Paulo (USP), a saúde mental é uma das principais causas para afastamento de funcionários.

Isso implica que as empresas perdem muito dinheiro com as consequências dos transtornos psicológicos, um exemplo direto disso são os altos gastos com planos de saúde empresariais. Temos também outros exemplos indiretos, como a baixa produtividade, os conflitos interpessoais, o turnover, o presenteísmo e o absenteísmo.

O Brasil perde aproximadamente R$6 bilhões anualmente pelos acometimentos da saúde mental – em razão dos diversos exemplos citados no parágrafo anterior. E em relação À sua empresa? Você sabe quanto ela perde por não prestar cuidados à saúde psicológica dos funcionários? Confira e analise, são dados valiosos.

E a tendência não é melhorar. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que os transtornos psicológicos serão as principais epidemias até o ano de 2020. Imagine as repercussões financeiras disso para sua empresa se não começar agora. É inadmissível desconsiderar os encargos do trabalho na saúde mental, pois as pessoas passam a maior parte do tempo nas organizações trabalhando.

Parece que está na hora de agir. Tanto para solucionar os problemas do presente, quanto para agir proativamente de modo que sua empresa não ser prejudicada no futuro. A mesma OMS considera que a melhor forma de promover saúde é pela prevenção.

Os principais indicadores para saber se sua empresa não tem prestado o devido cuidado à saúde mental são:

1) Se os gastos com planos de saúde dos funcionários ligados à saúde mental tem aumentado – ou até mesmo aos problemas cardíacos que podem estar relacionados ao estresse.

2) O desempenho e a produtividade tem declinado.

3) Conflitos Interpessoais estão mais frequentes e intensos – causados por estresse.

4) Os índices de turnover e absenteísmo têm aumentado.

Tudo isso está relacionado à qualidade de vida no trabalho, e têm implicações significativas no faturamento de qualquer empresa.

Com o infográfico Efeitos dos Investimentos em Qualidade de Vida no Trabalho, veja os resultados

em números desses investimentos! Clique aqui para baixar o infográfico gratuitamente!

Quais ações implementar?

Existem diversas ações que podem ser implementadas, cada uma tem um objetivo diferente. O planejamento requer análise prévia para conhecer melhor a demanda em saúde psicológica. Esta primeira análise é fundamental para a implementação ser efetiva, por isso, é recomendado um diagnóstico completo da organização. Este diagnóstico descobrirá porque e como a saúde tem sido prejudicada.

Detectado o problema, possibilita-se que a implementação tome forma. O diagnóstico constatará quais ações interventivas devem ser tomadas (para problemas que já ocorrem) e ações preventivas (para não haver reincidência dos problemas).

De fato, a maioria dos problemas envolvidos na saúde psicológica dos funcionários exigem ambas as abordagens: interventiva e preventiva. Se sua empresa demanda este tipo de ação, possivelmente deverá considerar mudanças drásticas na cultura organizacional, o que implicará principalmente na implementação ou ampliação dos programas de qualidade de vida no trabalho e bem-estar.

Esses programas podem seguir diversas vias, você verá a seguir algumas possibilidades efetivas. Como estamos falando especificamente dos problemas que a saúde psicológica traz para as pessoas e empresas, vamos focar neles. Existem algumas ações pouco conhecidas e deveras inovadoras para organizações aplicarem.

Você pode, por exemplo, levar o atendimento psicológico diretamente para sua empresa na forma de Plantão Psicológico. A psicologia é a principal forma de melhorar a saúde mental. É através dela que as pessoas fortalecem o psicológico para os problemas presentes e aprendem formas de lidar com dificuldades futuras – através psicoeducação realizada no próprio atendimento psicológico.

Levar o Plantão Psicológico até sua empresa para o atendimento dos funcionários, é a melhor forma de enfrentar os prejuízos à saúde mental atribuídas ao trabalho. As pessoas recebem este atendimento no próprio ambiente que as complicações acontecem – intervenções imediatas são mais efetivas ao se falar de cuidado à saúde psicológica. Dessa forma, as pessoas aprendem a lidar melhor com os problemas, portanto, há promoção de saúde, melhora do estresse e do humor. E assim, temos as consequências mais perceptíveis na empresa: aumento da produtividade e melhora nos relacionamentos interpessoais.

Vamos falar agora de outra possibilidade eficaz. Você já ouviu falar em Terapia Assistida por Animais (TAA)? É uma modalidade terapêutica que oferta alívio de estresse, ansiedade e diminuição da pressão arterial – é o que estudos na área evidenciam. Muitas empresas já têm programas dedicados aos benefícios que animais trazem ao ambiente de trabalho, entretanto, muitas não tem condições de ter seu próprio pet ou aceitar que funcionários levem seus animais.

Para estas ainda é possível usufruir dos benefícios desta ação, ao obter serviços profissionais que contam com cão-terapeuta devidamente treinado – o que pode trazer ainda mais benefícios pois possibilita atividades diferenciadas para melhorar o relacionamento interpessoal.

O último exemplo contemplado aqui confere outros benefícios além do cuidado à saúde psicológica. Já ouviu falar da Arteterapia? É um método que tem como principal consequência o autoconhecimento, isso tem uma importância enorme, sabe por quê? Ao promover autoconhecimento, as pessoas se tornam conscientes sobre seus diversos sentimentos e emoções. São estas emoções desconhecidas que frequentemente repercutem em conflitos, que por sua vez geram estresse, queda da produtividade e absenteísmo – podendo levar ao turnover.

Além disso, o autoconhecimento é importante para as pessoas conseguirem conciliar melhor a vida pessoal e a vida profissional, pois aprendem a se reconhecer e a se comportar adequadamente ao contexto empresarial. Isso tudo é possível através do autoconhecimento promovido pela Arteterapia. É um medida extraordinária para cuidar da saúde psicológica no trabalho.

Relacionado: 6 ensinamentos da psicologia para alavancar a carreira

Para finalizarmos este artigo devemos relembrar um ponto importante. Essas ações efetivas apresentadas aqui – Plantão Psicológico, Cão-terapia e Arteterapia – algumas vezes devem vir acompanhadas de mudanças na cultura. Lembra-se de quando falamos da importância do diagnóstico na organização? ele funciona também para averiguar esta condição: se devem haver mudanças culturais.

E perceba um outro benefício notável: estas três ações mostram o comprometimento da empresa com os funcionários, que é essencial para a manter a confiança nos líderes e o engajamento na estratégia da organização.


  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Marcos Faria
EIDEA Consultoria & Psicologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação