saiba-como-criar-um-plano-de-retencao-de-talentos-para-a-empresa.jpeg

Saiba como criar um plano de retenção de talentos para a empresa

Mesmo em um cenário de forte oferta de mão de obra, como o que estamos vivendo atualmente, as empresas devem se preocupar com um plano de retenção de talentos. Cabe aos setores de recursos humanos prepararem uma estratégia para que seus melhores talentos não saiam da empresa.

Nesse contexto, vale lembrar as despesas envolvidas nas demissões e nas contratações, além do custo de formação de um novo funcionário e o tempo gasto na sua preparação — fatores que podem fazer a diferença na hora de elaborar um orçamento em tempos de crise.

Dessa forma, possuir um plano de retenção de talentos significa a preservação de sua equipe, a manutenção da qualidade e da eficiência de seu pessoal e a garantia da continuidade da sua empresa. Neste post, listaremos alguns itens que deverão ser observados para a elaboração de um plano de retenção de talentos. Confira!

Plano de carreira

Possuir um plano de carreira é muito importante. As gerações mais novas são estimuladas a permanecer nas empresas por diversos fatores que vão muito além do salário recebido. A busca por novos desafios norteiam os mais jovens, fazendo com que um plano de carreira seja essencial para sua continuidade em uma organização.

Saber qual será seu próximo cargo, em quanto tempo ele será alcançado e quais são as exigências pré-determinadas para assumi-lo traz segurança para os colaboradores. A manutenção das regras de promoção é crucial para a confiança de todos.

Política de cargos e salários

Divulgar a política de cargos e salários é outra prática recomendável para a criação de um plano de retenção de talentos. Os cargos e salários devem estar de acordo com a região onde a empresa se localiza e deverão ser informados aos colaboradores quando exigido.

Algumas empresas fazem uma divulgação dessa política, porém isso depende da cultura de cada uma.

Treinamentos técnicos e comportamentais

Fornecer treinamentos específicos para cada cargo, além de treinamentos comportamentais, explicita aos colaboradores uma preocupação com a sua evolução técnica e pessoal.

Atualmente, com o surgimento de novas tecnologias, manter seu funcionário atualizado pode ser determinante para que o mesmo se mantenha em sua função na empresa.

Ambiente de trabalho e clima organizacional

A existência de um ambiente de trabalho favorável é outro ponto relevante. A empresa que respeita as minorias, sejam elas relacionadas ao aspecto econômico, cultural, social, físico, religioso ou sexual, possui um grande diferencial na manutenção de seus talentos.

Possibilitar um horário de trabalho variável, trabalho remoto e também uma flexibilidade no uso dos trajes profissionais agrega imensamente. Algumas empresas já liberam o uso de bermudas e camisetas para seus colaboradores, o que faz toda a diferença em um país tropical como o nosso.

A relação entre o líder e os liderados, antigamente chamados de chefes e subordinados, também pode trazer subsídios fundamentais para a retenção de talentos. Ter a cultura da transparência, com respeito e reconhecimento, é vital para que haja um excelente clima organizacional e a consequente retenção dos talentos.

Oferecimento de benefícios

Oferecer benefícios adicionais aos determinados pela lei também ajuda na retenção. Descontos em uma academia ou em um curso de línguas; estacionamento; um local para guardar bicicletas, por exemplo, trazem uma sensação muito positiva, principalmente para as novas gerações.

Agora que você já viu alguns itens que devem ser observados para um plano de retenção de talentos, aprenda a identificar se há espaço na sua empresa para a autorrealização e continue adquirindo conhecimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação