Tentando administrar vida pessoal e vida profissional.

O paradoxo de separar vida pessoal e vida profissional

Não é difícil encontrar na vastidão da internet textos de blogs, vídeos no youtube e imagens em redes sociais dando dicas e conselhos sobre como separar vida pessoal e vida profissional, e não deixar uma coisa interferir na outra. Na verdade, este é um tema em que muitas pessoas apresentam dificuldade, e por isso buscam constantemente por auxílio. Procurar informações e conhecimento que possam te ajudar a viver sua vida de forma mais equilibrada não é um problema; o problema é a polaridade contida neste pensamento. O binarismo, a dicotomia vida pessoal X vida profissional, como se fossem opostos e nunca conciliáveis.

Quando falamos de vida pessoal e vida profissional dessa forma, parece que estamos falando de duas vidas independentes, quando não verdade são apenas facetas de uma mesma vida: a sua. Seria mais coerente pensarmos em âmbitos – ou níveis – pessoal e profissional, que integram e fazem parte da nossa vida. Afinal de contas, tudo não passa de papéis ou funções que assumimos em cada contexto. Por exemplo, uma mulher que, quando está trabalhando, é uma executiva; quando está em casa é mãe e esposa, quando visita os pais, é filha; quando faz um curso de atualização, é aluna. No entanto, enquanto ela está no trabalho, sendo uma executiva, ela não deixa de ser mãe. Apenas não é o momento de exercer aquela função primordialmente, mas toda a sua bagagem e vivência como mãe está presente com ela em todos os momentos. Isso vale para todos os outros papéis que uma pessoa assume.

Se algum problema pessoal estiver te preocupando seriamente, isso provavelmente vai te afetar também enquanto você trabalha. Assim como problemas sérios no trabalho podem ocupar nossa mente mesmo quando estamos em casa com a família, ou em uma viagem com amigos(as). Dito isto, podemos concordar que é impossível separar vida pessoal e profissional?

Nossa busca, na verdade, deveria ser por uma integração entre a vida pessoal e a profissional. Afinal, o trabalho também é uma expressão de quem somos no mundo. Toda a sua bagagem entra, de forma direta ou indireta, na forma de realizar seu trabalho.

Sendo um(a) empreendedor(a), você pode criar o seu próprio negócio de acordo com seu estilo de vida, sua melhor forma de funcionamento, suas aptidões e limitações. Tornando-se mais consciente de cada uma dessas coisas, você só pode acabar por desenvolver um trabalho e uma forma de fazê-lo que te deem prazer e satisfação todos os dias. Porém, isso só é possível quando se integram todos os níveis do nosso ser, inclusive o pessoal e o profissional. E a maneira de alcançar isso é pelo autoconhecimento.

Tendo isso em mente, você vai deixar de ser uma pessoa que vive duas vidas – a pessoal e a profissional – e vai passar a ser uma pessoa com uma vida só, que possui diversos âmbitos que se equilibram conforme as circunstâncias e, portanto, mais plena e integrada.

Tendo dificuldades para desenvolver seu autoconhecimento e aplicá-lo na sua jornada empreendedora? Entre em contato, a EIDEA pode te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação