motivacao-de-funcionarios-os-4-principais-erros-de-empresas.jpeg

Motivação de funcionários: os 4 principais erros de empresas

O investimento em motivação de funcionários traz muitos benefícios para a empresa: melhor atendimento ao cliente, menor rotatividade, maior produtividade, desenvolvimento profissional, etc.

Mesmo com tantas vantagens, muitos líderes ainda cometem falhas na gestão de pessoas e prejudicam o crescimento da organização. Conduzir uma equipe é uma tarefa complicada, pois qualquer erro, por menor que seja, interfere na satisfação do grupo.

Está interessado em descobrir quais são os erros que mais desmotivam os funcionários? Então continue a leitura e aprenda a não falhar mais na gestão de pessoas!

1. Falta de retorno do chefe

O feedback é uma ferramenta indispensável para gerir colaboradores. A maioria dos gestores falha por não ter conhecimento de como dar o retorno ideal ao grupo, por falta de tempo ou por não acreditarem na efetividade da ação.

Contudo, negligenciar o feedback causa danos para a equipe. Os funcionários sentem necessidade de serem reconhecidos pelo chefe, de receberem elogios e até mesmo de passarem por críticas construtivas para poderem crescer.

Portanto, melhore sua gestão de tempo e busque por conhecimento para não errar mais com seus profissionais. Lembre-se de que só ressaltar oportunidades não é o suficiente. Sempre é possível ser construtivo e pontuar a qualidade individual.

2. Metas inatingíveis ou sem desafios

As metas são excelentes aliados dos gestores na busca pela motivação de funcionários. Porém, os objetivos passados para a equipe precisam ser definidos estrategicamente para não ter o efeito contrário.

Desafiar os colaboradores é importante, mas é preciso que o grupo sinta que é capaz de atingir os objetivos. Para ser mais efetivo nessa ação, o ideal é criar metas de acordo com as habilidades e competências de cada um.

Além disso, quando essas metas não apresentam nenhuma dificuldade ou desafio, a equipe não se empenha como deveria e se sente subestimada pelo seu gestor.

3. Conflitos na equipe

Haver conflitos na equipe nem sempre é algo ruim. Divergências no grupo sempre irão ocorrer e, se conduzidas de forma adequada, poderão ser importantes para o desenvolvimento pessoal e profissional do funcionário, consequentemente contribuindo para gerar melhores resultados para a organização.

Entretanto, o chefe que não conseguir gerenciar essas situações terá dificuldades em gerir os funcionários. Os conflitos influenciam não só na desmotivação, como também no aumento da rotatividade e do absenteísmo.

Para conseguir agir diante desse desafio, o líder deve recorrer a ferramentas como a pesquisa de clima organizacional para identificar o que está levando ao conflito interno e conseguir resolver a questão.

4. Falta de qualidade de vida no trabalho

Por si só, a rotina de trabalho já é muito desgastante e estressante. Para melhorar a produtividade da equipe e manter o grupo satisfeito, é indispensável que a empresa invista na qualidade de vida no trabalho.

As organizações que reduzirem os investimentos na motivação de funcionários por causa da crise terão que arcar com prejuízos em longo prazo, pois essa atitude desencadeia uma série de consequências.

Dentre as ações de sucesso utilizadas pelas empresas atualmente, podemos destacar o plantão psicológico, a cãovisitação, cão terapia, arteterapia e a biblioterapia como as mais efetivas.

Ficou interessado nessas maneiras de manter a motivação de funcionários? Então curta nossa página no Facebook e fique por dentro do nosso conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação