baixa-qualidade-de-vida

Como saber que sua empresa precisa investir em qualidade de vida no trabalho

Qualidade de vida é uma expressão que vem sendo frequentemente usada. E como a maioria das pessoas passa várias horas da semana trabalhando, discutir sobre Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) é fortemente recomendável para quem quer potencializar os resultados da empresa. Já é consenso entre gestores que a QVT deve ser uma premissa ao se gerenciar pessoas e resultados, tendo em vista que estão intrinsecamente relacionados. Você já deve ter percebido isso no seu trabalho, quando não se sente plenamente bem, isto reflete nos resultados de suas entregas. O ambiente da empresa, os relacionamentos interpessoais, a carga de trabalho, dentre outros fatores, influenciam irremediavelmente no seu bem-estar. E sua vida profissional pode acabar até mesmo por prejudicar sua vida fora da empresa, com família e amigos.

A pergunta é: quais são os sinais de que sua empresa necessita investir em QVT? Será que existe um melhor momento? A verdade é que o investimento em QVT no trabalho deve ser contínuo, pois contempla tanto elementos de prevenção quanto de remediação para o bem-estar prejudicado dos funcionários. Paralelamente, alguns sinais urgem para que ações em QVT sejam aplicadas imediatamente! Pois em algum momento os danos serão extensivos na empresa. A seguir uma lista de alguns indícios que sua empresa deve investir urgentemente em QVT.

Leia sobre atitudes que promovem bem-estar no trabalho, que não envolvem gastos financeiros.

As pessoas estão desmotivadas

Parece óbvio, afinal, se as pessoas estão desmotivadas alguma coisa está errada! Mas vejamos: porque necessariamente a desmotivação quer dizer que a QVT merece atenção? A (des)motivação pode ter diversas causas, entretanto ela pode ser entendida da seguinte forma: Temos a motivação extrínseca, na qual o ser humano é motivado por fatores externos, por exemplo, salário, benefícios, elogios, etc.; mas por outro lado temos uma mais importante que é o verdadeiro combustível da transformação: a motivação intrínseca, relacionada a fatores internos do ser humano: o prazer, a segurança, a autorrealização, os relacionamentos positivos, dentre diversos outros. E todos estão relacionados ao sentimento de bem-estar! A motivação intrínseca é o verdadeiro motor das pessoas. Uma pessoa pode ter os melhores salários, benefícios e feedbacks positivos possíveis, mas sem as motivações internas, há desmotivação para o trabalho. Como a sua empresa tem proporcionado bem-estar para seus funcionários? Como estão os relacionamentos interpessoais? Algumas perguntas que podem esclarecer sobre a desmotivação.

Veja dicas para motivar sua equipe.

A produtividade caiu, então, a qualidade de vida também

Imagine um momento em que você se sentiu muito produtivo. Pronto? Agora imagine um momento em que você percebeu que estava muito pouco produtivo. Compare estes dois momentos em termos da sua qualidade de vida. Não tenha pressa para pensar… … … Pronto? É certo que sua qualidade de vida e bem-estar estavam melhores quando você estava mais produtivo, não é mesmo? Aqui temos a seguinte questão: garantir condições para um trabalho produtivo e com qualidade, implica em anteriormente garantir qualidade de vida e bem-estar no trabalho. Portanto, é uma obrigação investir na qualidade de vida no trabalho! Isto é, para toda empresa que quer crescer em conjunto com seus funcionários.

Pontualidade e assiduidade são problema

Pense nos lugares que você gosta de ir e frequentar. Todos tem uma coisa em comum: fazem você se sentir bem neles. Porque o ambiente de trabalho não pode ser assim? Melhorando a qualidade de vida, a empresa está incentivando as pessoas a quererem estar nela. No momento em que as pessoas são pontuais e assíduas, as portas estão abertas para realizar o melhor trabalho possível. Veja que isso também faz qualquer departamento financeiro economizar muito, pois qualquer empresa perde dinheiro com absenteísmo e atrasos.

Índices de turnover e rotatividade crescentes

A logica aqui envolvida é bem parecida com a anterior. Um lugar que não promove qualidade de vida, não é desejável de se estar. Porque permanecer em uma empresa que não investe em qualidade de vida e considera o bem-estar das pessoas, se existem outras lá fora preocupadas com isso? Principalmente o talento da empresa, valorizado no mercado, não são salário e benefícios que contam para a permanência dele simplesmente. São também os aspectos subjetivos relacionados a ações que promovem bem-estar no trabalho.

Aprenda 5 formas de reduzir o turnover na empresa.

As pessoas demonstram exaustão e estresse

Este é um motivo que pode ser causa, por exemplo, dos motivos anteriores. O organismo responde às exigências do ambiente, então o trabalhador responde às exigências do trabalho. Se for exigência demais, a pessoa fica exausta e se estressa. Consulte suas próprias experiências pessoais para confirmar esta lógica. O ser humano não é um robô, certas coisas por mais óbvias que sejam devem ser repetidas. O primor no trabalho acontece quando as pessoas estão em pleno bem-estar, e as empresas se destacam pelo primor deste trabalho. O estresse não ocorre por simples sobrecarga, aspectos como relacionamento interpessoal, ambiente físico, falta de reconhecimento, devem ser igualmente considerados quando há estresse.

Crescer faz parte da estratégia da empresa

Vamos fazer uma analogia ao crescimento de uma empresa, comparando-a com um ser vivo. Para um ser vivo crescer é preciso que todos os sistemas e células acompanhem o seu crescimento. Por que em uma empresa seria diferente? Se a empresa almeja crescer, tudo que a constitui — principalmente as pessoas — deve crescer junto com ela. Para uma pessoa crescer, ela deve estar em equilíbrio homeostático, assim, ela pode canalizar seus esforços, por exemplo, ao trabalho! Em equilíbrio homeostático, a pessoa tem também o bem-estar. Imagine que você está doente ou estressado, por qualquer motivo que seja. Seus esforços para se concentrar constantemente sofrem interferência pela condição que você passa. Curado desses males sua disposição muda! Você se sente mais produtivo, anseia por aprender coisas novas e a realizar-se com seu trabalho! Uma empresa que tem como objetivo o crescimento, deve primeiramente cuidar da qualidade de vida de seus funcionários, de modo a envolvê-los neste crescimento.

E por fim, pergunte-se e reflita: Você prefere trabalhar em uma empresa que investe em QVT ou em uma que não investe? Este fator pode ser relevante para definir o futuro de sua carreira? Não é sem motivo que em todo o texto utilizei o termo “investimento” ao falar de qualidade de vida e bem-estar. Vale a pena, pois tudo é uma relação diretamente proporcional: QVT x Produtividade x Crescimento x Lucro x Autorrealização Profissional.

Para análise mais minuciosa e personalizada da sua empresa, você sabe onde nos encontrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação