como-e-por-que-implantar-o-teste-de-perfil-comportamental-na-empresa.jpeg

Como e por que implantar o teste de perfil comportamental na empresa?

Alta rotatividade, colaboradores desmotivados, equipes que não produzem com eficiência, etc. Atualmente, esses são alguns dos problemas mais enfrentados pelas empresas. No entanto, esses são quadros totalmente passíveis de reversão quando se tem uma gestão focada em pessoas e na melhoria do contexto corporativo como um todo.

Para que isso aconteça, são necessários alguns investimentos, principalmente, intelectuais e de tempo. E um exemplo de investimento que pode gerar um retorno satisfatório para as organizações é o teste de perfil comportamental. Com esse teste, pode-se identificar os diferentes perfis dos colaboradores e aproveitá-los nos cargos e funções que são mais compatíveis com cada um.

Neste post, descreveremos um pouco sobre o que é o teste, quais os benefícios dele para a empresa que o realiza, quando aplicá-lo e quais tipos de perfil ele revela. Acompanhe para saber mais!

O que é perfil comportamental?

Cada pessoa é única, e isso não é nenhuma novidade. Porém, conhecer o outro é a porta de entrada para um bom relacionamento e, também, para montar uma equipe motivada e eficiente.

O perfil comportamental diz respeito à personalidade do indivíduo e às características que predominam em seu jeito de ser. Conhecer os diferentes perfis auxilia o RH e os gestores de equipes no direcionamento de colaboradores para que esses atuem em conformidade com suas individualidades.

O que é o teste de perfil comportamental?

O teste de perfil comportamental se apresenta como uma alternativa legítima de saber mais a respeito de uma pessoa. Ele serve, por exemplo, para constatar quais são as possibilidades de reação de alguém diante de fatos que podem ocorrer dentro do ambiente empresarial.

Trata-se de questionários elaborados para avaliar formas de liderança, capacidade e agilidade na tomada de decisão, grau de autoestima, capacidade de comunicação, níveis de estresse, entre outros.

Mas o teste vai mais além! Ele permite conhecer as habilidades e as capacidades dos que o respondem, promovendo, assim, a oportunidade de potencialização das qualidades dos colaboradores.

Outra vantagem é que os questionários podem ser respondidos até pela internet. Contudo, é preciso analisar a qualidade e a assertividade do teste escolhido. Para isso, é bom que se tenha a certificação de um profissional qualificado.

Por que aplicá-lo na empresa?

Imagine que para selecionar alguém para uma vaga de estágio, a empresa contratante, além da usual análise do currículo, das entrevistas em grupo e individuais, faça um teste de perfil comportamental com os candidatos.

As chances que a pessoa contratada como estagiária tem de ser efetivada e crescer profissionalmente dentro da organização são grandes. Isso porque, ao obter o resultado do teste, o RH pode direcionar aquele novo colaborador para setores com os quais ele se identifica, onde suas competências serão melhor aproveitadas e, dessa maneira, ele terá mais motivação para se dedicar e progredir.

Isso pode acontecer com qualquer colaborador, em qualquer cargo, inclusive com aqueles que já se encontram no quadro efetivo de funcionários e almejam uma recolocação ou uma promoção.

Quando aplicar o teste?

Há várias situações em que pode ocorrer a aplicação do teste. Porém, listamos, abaixo, as que são mais utilizadas dentro das organizações. Veja:

Recrutamento e seleção

O teste de perfil comportamental é mais aplicado nas etapas finais do processo seletivo. Ele pode averiguar as competências do candidato e verificar se os seus valores são compatíveis com os da empresa e com a cultura organizacional.

Promoção

O teste serve para constatar a motivação de um colaborador antes de ele assumir novas responsabilidades e desafios. O teste indica níveis de comprometimento com a organização, graus de estresse e de satisfação.

Recolocação

Para uma mudança de cargo, o teste indica as competências e aptidões de um colaborador, mostrando, assim, se esse está adequado às novas atribuições que lhe serão conferidas.

Gestão de equipes

Conhecer as habilidades de cada membro de uma equipe permite ao seu gestor identificar as mudanças que podem ser feitas. Por consequência, cada um é alocado onde pode se desenvolver melhor profissionalmente. Com isso é possível aumentar a produtividade dos membros do grupo.

Quais são os tipos de perfis que o teste categoriza?

Existem quatro tipos de perfis comportamentais: o comunicador, o executor, o planejador e o analista. O teste indica o perfil predominante, entretanto, pode-se encontrar características menos marcantes de uma ou outra personalidade em quem responde ao questionário. Acompanhe, abaixo, os aspectos principais de cada personalidade:

Comunicador

Pessoas com esse perfil comportamental têm maior facilidade para se comunicar. São persuasivos, carismáticos, criativos, lidam bem com novidades, têm muito otimismo e não encontram dificuldades em se relacionar.

O comunicador torna o ambiente organizacional mais leve, contudo, é necessário cautela. Isso porque indivíduos com esse perfil tendem a não ser bons com o cumprimento de regras e têm certa dificuldade em lidar com normas.

Executor

Os executores são bastante dominantes, e em alguns casos podem ser até autoritários. Desafios e dificuldades não os intimidam, são competitivos e podem ser bem enfáticos ao defenderem suas opiniões. São muito focados em obter resultados.

Pessoas com esse perfil trabalham bem sozinhas, o que pode ser uma desvantagem quando precisam trabalhar em equipe. Com sua confiança excessiva, tendem a não considerar o auxílio de outros profissionais.

Planejador

Estabilidade e conservadorismo são características marcantes desse perfil. Calmos e confiáveis, os planejadores têm um ritmo regular, pouco se alteram e é difícil entrarem em pânico. Além disso, gostam de ajudar e são ligados ao próximo.

Todavia, não são bons em situações de improviso e pouco se arriscam. Podem atrasar a entrega de resultados, caso acreditem serem necessários ajustes ou um melhor planejamento da tarefa. As decisões, também, podem ser adiadas.

Analista

Detalhistas, meticulosos, organizados, analistas são pessoas responsáveis e hábeis em processos rotineiros. São muito conservadores e perfeccionistas.

Por necessitarem de segurança e métodos no seu dia a dia, a pressão tem efeito avassalador sobre esses indivíduos. Os resultados entregues por analistas costumam ser irretocáveis. Contudo, sem alguém que dê a direção, analistas podem se preocupar e gastar tempo em demasia com pormenores.

O capital mais importante de uma empresa é o ser humano. Ao perceber isso, as organizações só têm a se beneficiar.

Fazer o teste de perfil comportamental é valorizar o indivíduo em suas peculiaridades e, assim, fazer com que ele se sinta bem dentro da empresa. Pessoas satisfeitas com seus locais de trabalho e com as funções que executam são muito mais produtivas e se esforçam para serem cada vez melhores no que fazem.

Cada personalidade tem o seu lugar e o seu momento de ação dentro de uma equipe. De certa forma, elas se complementam. Está aqui a importância de se ter um grupo heterogêneo nas organizações. Entretanto, é importante ressaltar que, seja em casa, na rua ou no trabalho, faz-se imperativo o respeito mútuo às diferenças de cada um.

Agora que você já sabe mais sobre o teste de perfil comportamental, assine nossa newsletter e receba, em primeira mão, nossas dicas e novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação