Psicólogo quer que você saiba

10 coisas que todo psicólogo quer que você saiba

Este é um texto um pouco diferente do que geralmente é postado aqui no blog da EIDEA. O que motivou este pequeno desvio foi uma ocasião muito especial para os fundadores da empresa. Dia 27 de Agosto é o Dia Nacional do Psicólogo no Brasil.

Assim sendo, este artigo irá trazer algumas curiosidades para os nossos leitores. O que os psicólogos querem que toda pessoa saiba?

Elaboramos esta lista com 10 itens abordando coisas importantes que toda pessoa deveria saber sobre a profissão do psicólogo. Continue a leitura e saiba quais são!

1 – O psicólogo não trabalha só com clínica e terapia

Certamente a atuação top of mind do psicólogo é como clínico psicológico e terapeuta. A maioria das pessoas relaciona a psicologia à clínica, e não é atoa. A prática da psicologia, historicamente, ganhou maior visibilidade com profissionais atuando em consultório. E até mesmo na cultura pop, sempre tem aquela série sobre os mistérios da atuação do psicoterapeuta – vide Gypsy, In Treatment, Gênio Indomável, e por aí vai.

Mas a atuação do psicólogo é muito mais ampla e presente na sociedade do que as pessoas percebem. Psicólogos trabalham em empresas, hospitais, comunidades, instituições de educação e ensino, agências do governo, com publicidade, no esporte e até mesmo em equipes de desenvolvimento de aplicativos.

2 – A psicologia está em tudo

Psicologia estuda o ser humano – mente e comportamento (iremos tratar mais disso no item 10).

O nosso mundo é construído e transformado por seres humanos. Tudo em que conseguimos pensar, excetuando-se a natureza selvagem, existe participação humana. Existe em tudo que é civilização comportamentos humanos agregados.

Assim sendo, podemos deduzir que a psicologia tem potencial para estar em tudo, para ajudar e prestar suporte em tudo que é desafio e questão humana.

3 – Nós não manipulamos as pessoas

Nós psicólogos não somos formados para manipular as pessoas de modo que a sociedade faça o que bem entendemos. Se isso acontecesse, você não acha que já teríamos dominado o mundo?

Brincadeiras a parte, os psicólogos formam-se para, sobretudo, fazer o bem para as pessoas e sociedade. Como trabalhamos com comportamento, as pessoas podem chegar a confundir. Mas o que fazemos é ajudar pessoas e grupos a partir de sua própria realidade, não a partir da nossa própria.

Existem psicólogos mal-intencionados que agem de má fé sim, mas isso existe em toda profissão. Não é a formação que irá definir quem irá manipular as pessoas. É algo anterior e que vai além da formação técnica e profissional.

4 – Psicólogos baseiam todo seu trabalho em ciência

Não baseamos nosso trabalho em nossa própria experiência! Nossa capacitação começa na ciência! E atuamos de acordo com o que é validado e consenso na comunidade científica.

Existem diversas formas de se fazer ciência e de se entender o mundo. Na psicologia estudamos diversas delas. Cada uma irá melhor responder aos desafios enfrentados na profissão de acordo com a área de atuação escolhida pelo psicólogo.

5 – Existem diversas abordagens psicológicas

Gestalt-terapia, análise do comportamento, psicologia humanista, psicanálise, psicologia analítica, psicodrama, psicologia positiva, psicologia cognitiva, psicologia existencial, psicologia sistêmica, tendendo ao infinito.

Todas estas enunciadas acima são abordagens teóricas da psicologia. Elas dizem respeito a como o profissional irá entender e trabalhar com o ser humano. Nenhuma é melhor que a outra, elas apenas podem servir de melhor forma a uma situação ou a outra.

6 – Reconhecer uma limitação ou erro não é sinal de fraqueza, pelo contrário…

Todo psicólogo acaba, em algum momento da carreira ou em vários, enfrentando tabus sociais. Em tempos contemporâneos, um dos principais e que tem ganhado (tímida) força, diz respeito à saúde mental.

Reconhecer que você tem limites e fragilidades é sinal de humanidade. Tomar consciência da sua humanidade é ganhar forças para lidar com os próprios limites. E assim, quem sabe encontrar outra forma ou coisa para fazer o que deixe você mais feliz, e que vá contribuir com mais nobreza para o mundo?

7 – Qualquer um que se intitula psicólogo segue um rigoroso código de ética profissional

Não é qualquer um que pode se intitular “Psicólogo”. Quando a pessoa faz isso, ela está automaticamente e legalmente sujeita ao código de ética profissional do psicólogo.

Isso quer dizer que em serviços profissionais, o psicólogo deve manter completo sigilo sobre o que vocês conversam. Além disso, ele está comprometido a utilizar somente métodos e técnicas autorizadas pelo Conselho Federal da classe.

Então, se você tem alguma questão ou dúvida sobre a conduta ética de um psicólogo, você pode entrar em contato com o Conselho Regional de Psicologia do seu Estado.

8 – Não “analisamos” as pessoas o tempo todo

É claro que não fazemos isso, pois implicaria em estarmos trabalhando várias horas de graça!

Brincadeiras à parte, psicólogos tem um conhecimento diferenciado e mais profundo sobre o ser humano – ora, passamos no mínimo 5 anos estudando isso. Obviamente, isso gera uma transformação no processo de raciocínio e de percepção de mundo do profissional.

Mas isto não quer dizer que estamos avaliando, analisando ou – pior – julgando as pessoas. Quando não estamos trabalhando queremos curtir outras experiências, e “psicologizar” não faz parte disso.

9 – Psicólogos têm suas próprias técnicas, ferramentas e métodos

Assim como qualquer outra profissão, o psicólogo tem suas ferramentas. O médico realiza exames e o psicólogo também. No entanto o exame do psicólogo é realizado principalmente pela comunicação verbal.

Ao conversarmos com alguém, o conteúdo e a forma da pessoa se expressar, unem-se à teoria psicológica, possibilitando o “exame” do psicólogo para ajudar a pessoa, grupo ou organização em questão.

São técnicas invisíveis aos olhos das pessoas que não são psicólogas, mas elas estão presentes em todo momento de trabalho do psicólogo.

10 – Psicologia é, grosso modo, o estudo da mente e do comportamento

Fundamentalmente, a psicologia estuda a esfera psíquica do ser humano. Isso envolve vários aspectos, como afetividade, emoções, inteligência, racionalidade, cognição, aprendizado, funções executivas, etc. Todos estes aspectos acabam esbarrando em algum momento em dois objetos de estudo principais: a mente e o comportamento.

A transformação mais visível possibilitada pelo trabalho do psicólogo é observada no comportamento e na mentalidade. Qualquer que seja o desafio de uma pessoa e que se relacione com o próprio comportamento e interações mentais, um psicólogo pode ajudar muito!

[BÔNUS] 11 – Nosso conhecimento serve melhor aos outros do que a nós mesmos

Para finalizar, consideramos interessante expor um aspecto curioso, e que muitas pessoas não entendem. Psicólogos dominam tantas técnicas e o trabalho deste profissional é fundamental para alteração de comportamento, então como pode psicólogos enfrentarem problemas nas suas próprias vidas? Deveriam estar sempre bem e dispostos, certo?

Não é bem assim. É muito diferente aplicar um método ou técnica quando se está pessoalmente envolvido com algo. Nossa capacidade de lidar com dificuldades vai até onde nossa percepção permite. É por isso que é tão importante o trabalho do psicólogo para outras pessoas. Este profissional irá expandir as possibilidades de superação da pessoa (seja em esfera emocional, profissional ou pessoal).

Agora, fazer este trabalho em si mesmo não equivale à capacidade do psicólogo de ajudar outra pessoa, pois o trabalho é sobre a percepção do outro, e não de si mesmo.

Pode ser que nem todo psicólogo queira te contar isso, no entanto são informações úteis para pessoas e profissionais refletirem sobre a atuação desta que é uma das mais controversas profissões deste país – e talvez do mundo.

O que você achou deste texto? Te ajudou a entender melhor sobre a atuação do psicólogo? Mostre para os seus amigos e compartilhe nas redes sociais para mostrar que você valoriza o trabalho do psicólogo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Navegação